What a wonderful world!

Quando chegamos aos portões do Parque Natural de Amboseli já a tarde está a chegar ao fim.

Assim que paramos o carro no posto de controle, somos abordados por vendedores de artesanato Maasai que abrem as janelas e nos enchem o veículo com pulseiras de missangas, máscaras e estatuetas de animais esculpidas em madeira: “Three thousand xelim! No?! One thousand!!!”, gritam em inglês, regateando preços como num jogo de pingue-pongue.

Rapidamente, o nosso guia Kinara mostra as respectivas licenças aos guardas, e somos admitidos na reserva. No momento em que cruzamos as portas de ferro ingressamos num outro mundo: todo o bulício é deixado lá atrás e o silêncio avassalador só é cortado pelo ruído das aves.

A paisagem árida da savana é coroada pela neve eterna do Monte Kilimanjaro e manadas de elefantes passeiam-se vagarosamente, indiferentes aos nossos olhares de espanto.

“Trouxeste uma máquina fotográfica com um bom alcance para registares este momento?”, questiona-me Kinara. “Só tenho o telemóvel… e uma ótima memória!”, respondo a sorrir.

“Existem ocasiões que nunca se esquecem e a primeira vez que se assiste ao pôr-do-sol na savana africana é uma delas”, reflito enquanto a voz de Louis Armstrong ecoa na minha mente: “And I think to myself what a wonderful world”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s